Serviços‎ > ‎

Ratos

        Há tempo que ratos são considerados pragas, e está ligado a ideia de sua superpopulação causando desequilíbrios ecológicos como o esgotamento dos alimentos, a devastação de plantações, a extinção de outras espécies e a transmissão de doenças entre humanos (a pandemia Peste Negra da idade média causou a morte, em apenas 10 anos, de 200 milhões de habitantes da Europa e Asia).

Por estas e outras razões a necessidade de Controle de Pragas como a Barilimp faz.

        Ratos, Camundongos e Ratazanas, em certos contextos urbanos 
podem ser considerados vermes, frequentando entre restos e baratas nossos esgotos, imundos sob urina e fezes, carregando consigo pulgas, piolhos, ácaros e outros agentes patogênicos. São uma das principais causas de danos estruturais às famílias, disseminando doenças através de seus parasitas e causando epidemias em vilas e cidades.

        Geralmente de hábitos noturnos, estes roedores compensam sua fraca visão com um aguçado senso de audição (por isso sempre estão escondidos e evitando predadores) e confiam especialmente em seu olfato para localizar alimentos. Nas residências, costumam fazer seus ninhos no fundo de gavetas e armários, no interior de estufas de fogões e em quintais onde são criados nossos animais domésticos. Para se defenderem, os ratos constroem longas e intrincadas tocas, com túneis ou rotas de fuga inalcançáveis por meios comuns. Por isso é necessário apoio Profissional.

        Em nossos lares, no convívio próximo aos nossos entes queridos (inclui aqui nossos pets; cães e gatos) adultos e crianças podem ser vítimas de inúmeras doenças transmissíveis por estes e seus vetores: leptospirose, peste bubônica, tifo murino, febre de mordida de rato, raiva, sarnas, triquinose, salmonelose, micoses, hantavirose e outras. Fique longe destas!


Principais doenças transmitidas


LEPTOSPIROSE:
Transmitida pela urina dos ratos. Sintomas: Febre, dor de cabeça, fraquezas e dores musculares principalmente na “barriga” das pernas.

HANTAVIROSE: Transmitida quando se respira o ar de lugares contaminados com o vírus. Roedores silvestres são os reservatórios. Sintomas: Febre, dor de cabeça, náuseas, vômito, diarreia, cansaço, dor muscular e falta de ar.

Fique atenta(o): sintomas descritos acima podem ser confundidos com outras doenças como gripe, dengue, hepatite ou febre amarela/malária. Procure sempre um posto de saúde mais próximo caso apresente estes sintomas ou consulte um médico para um correto diagnóstico.


Como reconhecer a presença de ratos?

FEZES: Resíduos nos cantos, em esconderijos escuros e próximos de alimentos.

URINA: Manchas no piso, sacarias, caixas e pacotes empilhados, odor forte e característico.

ROEDURAS: Em muros, paredes, porões, frestas, forros, pilhas de madeira, armários, portas, fios elétricos, sacos de lixo, utensílios domésticos.

PELOS DE RATOS: O pelo do rato tem uma gordura característica que mancha os locais por onde passa (rodapés, paredes, beirais).



Como Prevenir

· Guarde alimentos em recipientes fechados. Evite deixar louças e panelas com alimentos na pia durante a noite;

· Armazene o lixo em sacos plásticos, dentro de recipiente elevado do solo (suporte p/ lixo);

· Disponha o lixo próximo à hora da Coleta Pública;

· Conserve limpo e nunca jogue lixo em terrenos baldios;

· Evite acumular restos de material de construção, madeiras e recicláveis no quintal;

· Retire água e alimentos dos animais de estimação no período noturno;

· Vede buracos na parede, lacre caixas de gordura, caixas de inspeção e ralos. Dê preferência por ralos do tipo “abre-e-fecha”;

· Caso encontre ratos mortos, proteja as mãos com luvas ou sacos plásticos antes de retirá-los;

· Evite contato pessoal ou contaminação de alimentos com água de enchentes.



Chame a Barilimp para um diagnóstico correto em seu Lar, Comércio ou Indústria.